Arquivo da categoria ‘exploração espacial’

“A Terra é azul” com essas palavras o cosmonauta Yuri Gagarin a bordo da capsula Vostok 1 inaugurou uma nova era para a humanidade. No dia 12 de Abril de 1961, pela primeira vez o homem alcançava o espaço.

Capsula Vostok 1 Vostok 1

O feito de Gagarin colocou de vez a União Soviética na liderança da corrida especial (os soviéticos já haviam sido os primeiros a colocar um satélite em orbita, e a lançar um ser vivo ao espaço) e desencadeou a reação norte-americana para a chegada do homem à lua, inaugurada com um famoso discurso do presidente John F. Kennedy.

Apesar dos americanos terem chego na Lua de maneira geral podemos dizer que os soviéticos venceram a corrida espacial por pontos. Hoje essa disputa não existe mais e é muito comum vermos americanos e russos trabalhando juntos na Estação Espacial Internacional (que alias estará visivel amanhã, dia 13 de abril de 2011, as 20h30 próxima às 3 Marias, você verá um pontinho luminoso passando por lá rapidamente)
Infelizmente Gagarin morreu em um acidente enquanto pilotava um MIG-15 (um avião venerável alias), sua morte foi objeto de diversas teorias da conspiração que diziam que o assento ejetável teria sido sabotado pela KGB

Curiosidade: Os russos, americanos e chineses tem palavras diferentes para chamar o homem (ou mulher) que vai para o espaço. Para os russos é cosmonauta, para os americanos é astronauta e para os chineses taikonauta.

Anúncios

Ontem a NASA (Agência Espacial Norte-americana) anunciou a descoberta de uma bactéria que substitui o fosforo pelo arsênico em seu código genético, o fosforo é importante pois entre outras coisas ele forma o trifosfato de adenosina (ATP), que é responsável pelo armazenamento de energia em suas ligações químicas.

Essa descoberta pode alterar um pouco a maneira pela qual nós buscamos vida fora da Terra, antes buscávamos vida baseada em carbono, hidrogênio, oxigênio, fosforo e enxofre, para ser mais exato buscavamos indicadores desses elementos, agora podemos ampliar essa busca pois sabemos que existe pelo menos um organismo cuja química é diferente da que estávamos acostumados. Vale destacar que quimicamente o arsenico é muito parecido com o fósforo (fazendo parte da mesma família na tabela periodica), porém o arsenico é extremamente tóxico para humanos e outros animais, sendo utilizado no famoso veneno “chumbinho”

Já existiam algumas teorias sugerindo que em outros planetas a quimica da vida podia ser diferente da terrestre e esse estudo vem comprovar que isto é possivel, em especial pois essa bactéria foi descoberta num lago altamente salino e rico em arsenico, ou seja um ambiente altamente tóxico.

Os autores do estudo destacam que é necessario maiores investigações para concluir que o arsenico realmente substitui o fósforo mas isso não deixa a descoberta menos interessante
Para mais informações visitem os seguintes sites:

Geofagos
Ciência Hoje
Chi vón, non pó

Antes de começar a ler esse tópico, leiam a seguinte reportagem Jornal britânico “Guardian” diz que São Paulo fica perto da Amazônia.

O que vocês acham dela?

Sabemos que São Paulo fica bem longe da Amazonia, segundo o Google Maps cerca de 3900 km o distancia que num avião comercial (que voa a cerca de 800km/h) se percorre em cerca de 5 horas, viagem demorada, não?

Se você considerar o nosso dia-a-dia é realmente uma viagem longa e demorada, mas para chegar à Lua a Apollo 11 (a nave que levou os primeiros homens à Lua) levou cerca 87 horas (decolou no dia 16 de julho de 1969 às 13:32 minutos e pousou no dia 20 de julho de 1969 às 20:17) para vencer os 384 400 km (ou seja uns 4406,89 km/h, isso é aproximadamente 5,5 vezes mais rápido que a velocidade de um avião comercial). Outro exemplo a luz do Sol leva cerca de 8 minutos até chegar na Terra, viajando a 300000 km/s (sim, TREZENTOS MIL QUILÔMETROS POR SEGUNDO) o nosso Sol está a 1,496×1011 m (149600000 km) da Terra isso é 2947692308 vezes mais longe que a distancia de São Paulo até Manaus, se a luz viajasse na mesma velocidade que um avião ela ia levar 7791 dias 15 horas e 50 minutos pra chegar na Terra.

Depois de tudo isso parece que 1 metro não é nada, e que 1 segundo é desprezivel, mas se voltarmos nossos olhos para o mundo subatomico veremos que essa história pode ser bem diferente. Por exemplo o raio de um atomo de hidrogenio é de cerca de 1.0 × 10-11 m (0,00000000001 m), algumas particulas cósmicas que atravessam a atmosfera tem um tempo de vida de 2.2microsegundo (2,2 × 10-6 segundos, ou 0,000022 segundo), fazendo um calculo simples vemos que a luz leva apenas 3,33-12 segundo (0,00000000000033 segundo) para percorrer 1 metro.

Depois de tudo isso dito, o que você acha: 1 metro é perto ou longe e 1 segundo é muito ou pouco tempo?

Hoje (19/03/2008) morreu um dos maiores senão o maior escritor de ficção cientifica de todos os tempos. Arthr C. Clarke faleceu no Sri Lanka vitima de problemas respiratórios.
Autor de mais de 80 livros sendo seu trabalho mais famoso é sem duvida o livro 2001: Uma odisseia no espaço, que foi brilhantemente levada aos cinemas pelo genial Stanley Kubrick (cuja musica tema é simplesmente inesquecível). Alem de escritor em 1945 ele demonstrou que uma rede de satélites geoestacionária (ou seja “parada” em relação a um ponto na terra) permitiria formar uma rede de comunicação global, e o mundo em que vivemos não seria possível sem o advento da comunicação por satélites, não poderíamos ver por exemplo a final da copa do mundo que é jogada em outro continente instantaneamente. Para mais informações sobre esse genio acessem sua biografia na wikipedia http://en.wikipedia.org/wiki/Arthur_C._Clarke