Arquivo da categoria ‘Mecanica Quântica’

Antes de começar a ler esse tópico, leiam a seguinte reportagem Jornal britânico “Guardian” diz que São Paulo fica perto da Amazônia.

O que vocês acham dela?

Sabemos que São Paulo fica bem longe da Amazonia, segundo o Google Maps cerca de 3900 km o distancia que num avião comercial (que voa a cerca de 800km/h) se percorre em cerca de 5 horas, viagem demorada, não?

Se você considerar o nosso dia-a-dia é realmente uma viagem longa e demorada, mas para chegar à Lua a Apollo 11 (a nave que levou os primeiros homens à Lua) levou cerca 87 horas (decolou no dia 16 de julho de 1969 às 13:32 minutos e pousou no dia 20 de julho de 1969 às 20:17) para vencer os 384 400 km (ou seja uns 4406,89 km/h, isso é aproximadamente 5,5 vezes mais rápido que a velocidade de um avião comercial). Outro exemplo a luz do Sol leva cerca de 8 minutos até chegar na Terra, viajando a 300000 km/s (sim, TREZENTOS MIL QUILÔMETROS POR SEGUNDO) o nosso Sol está a 1,496×1011 m (149600000 km) da Terra isso é 2947692308 vezes mais longe que a distancia de São Paulo até Manaus, se a luz viajasse na mesma velocidade que um avião ela ia levar 7791 dias 15 horas e 50 minutos pra chegar na Terra.

Depois de tudo isso parece que 1 metro não é nada, e que 1 segundo é desprezivel, mas se voltarmos nossos olhos para o mundo subatomico veremos que essa história pode ser bem diferente. Por exemplo o raio de um atomo de hidrogenio é de cerca de 1.0 × 10-11 m (0,00000000001 m), algumas particulas cósmicas que atravessam a atmosfera tem um tempo de vida de 2.2microsegundo (2,2 × 10-6 segundos, ou 0,000022 segundo), fazendo um calculo simples vemos que a luz leva apenas 3,33-12 segundo (0,00000000000033 segundo) para percorrer 1 metro.

Depois de tudo isso dito, o que você acha: 1 metro é perto ou longe e 1 segundo é muito ou pouco tempo?

No domingo dia 13/04/2008, John A. Wheeler, o ultimo titã da Física faleceu. Este grande cientista, discípulo de Niels Bohr (outro Titã da Física) e mestre de Richard Feynman, “criou” a expressão Big Bang, foi um dos autores da teoria da Fissão Nuclear. Feynman uma vez disse: “Algumas pessoas acham que Wheeler ficou maluco depois de velho, mas ele sempre foi maluco”. Nascido em 9 de Julho de 1911 no Estado da Flórida. Com 21 anos obteve seu PhD em Física na Universidade Johns Hopkins (hoje no Brasil, com 21 anos em geral se termina a graduação). No ano seguinte,foi para Copenhague trabalhar com Niels Bohr, um dos pais da mecânica quântica (que eu considero o 2º maior físico do séc. XX, atrás apenas de Einstein, obviamente). A teoria da Fissão Nuclear de Wheeler (desenvolvida juntamente com Bohr) o núcleo atômico, contendo prótons e nêutrons, é como uma gota de líquido. Quando um nêutron emitido de um outro núcleo em desintegração o atinge, essa gota começa a vibrar e se alonga na forma de um amendoim para depois finalmente se partir. Wheeler trabalhou no projeto Manhattan, que desenvolveu as primeiras bombas atômicas (Feynman também trabalhou no projeto e ganhou fama por arrombar cofres contendo os arquivos da bomba atômica). Wheeler também estudou a fundo a teoria da relatividade geral de Einstein, as equações da Relatividade predizem que uma estrela de grande massa ao esgotar seu combustível (hidrogênio) se colapsaria dentro de si mesma e formaria uma região com um campo gravitacional tão poderoso que nem a luz escaparia dele, ele não acreditava que as leis da Física levassem a uma singularidade, ou seja, como a Física levaria a uma violação de si mesma, a essa singularidade em 1967 durante uma palestra Wheeler deu a “criou” a expressão Buraco Negro para nomear essa singularidade, na verdade alguem da plateia sugeriu esse nome. Segundo Wheeler em sua autobiografia: “(O buraco negro) nos ensina que o espaço pode ser amassado como uma folha de papel até um ponto infinitesimal, que o tempo pode ser extinto como uma chama que se apaga e que as leis da física, que nós temos como “sagradas” por serem imutáveis, são tudo menos isso”.