Posts com Tag ‘Exploração Espacial’

“A Terra é azul” com essas palavras o cosmonauta Yuri Gagarin a bordo da capsula Vostok 1 inaugurou uma nova era para a humanidade. No dia 12 de Abril de 1961, pela primeira vez o homem alcançava o espaço.

Capsula Vostok 1 Vostok 1

O feito de Gagarin colocou de vez a União Soviética na liderança da corrida especial (os soviéticos já haviam sido os primeiros a colocar um satélite em orbita, e a lançar um ser vivo ao espaço) e desencadeou a reação norte-americana para a chegada do homem à lua, inaugurada com um famoso discurso do presidente John F. Kennedy.

Apesar dos americanos terem chego na Lua de maneira geral podemos dizer que os soviéticos venceram a corrida espacial por pontos. Hoje essa disputa não existe mais e é muito comum vermos americanos e russos trabalhando juntos na Estação Espacial Internacional (que alias estará visivel amanhã, dia 13 de abril de 2011, as 20h30 próxima às 3 Marias, você verá um pontinho luminoso passando por lá rapidamente)
Infelizmente Gagarin morreu em um acidente enquanto pilotava um MIG-15 (um avião venerável alias), sua morte foi objeto de diversas teorias da conspiração que diziam que o assento ejetável teria sido sabotado pela KGB

Curiosidade: Os russos, americanos e chineses tem palavras diferentes para chamar o homem (ou mulher) que vai para o espaço. Para os russos é cosmonauta, para os americanos é astronauta e para os chineses taikonauta.

Ontem a NASA (Agência Espacial Norte-americana) anunciou a descoberta de uma bactéria que substitui o fosforo pelo arsênico em seu código genético, o fosforo é importante pois entre outras coisas ele forma o trifosfato de adenosina (ATP), que é responsável pelo armazenamento de energia em suas ligações químicas.

Essa descoberta pode alterar um pouco a maneira pela qual nós buscamos vida fora da Terra, antes buscávamos vida baseada em carbono, hidrogênio, oxigênio, fosforo e enxofre, para ser mais exato buscavamos indicadores desses elementos, agora podemos ampliar essa busca pois sabemos que existe pelo menos um organismo cuja química é diferente da que estávamos acostumados. Vale destacar que quimicamente o arsenico é muito parecido com o fósforo (fazendo parte da mesma família na tabela periodica), porém o arsenico é extremamente tóxico para humanos e outros animais, sendo utilizado no famoso veneno “chumbinho”

Já existiam algumas teorias sugerindo que em outros planetas a quimica da vida podia ser diferente da terrestre e esse estudo vem comprovar que isto é possivel, em especial pois essa bactéria foi descoberta num lago altamente salino e rico em arsenico, ou seja um ambiente altamente tóxico.

Os autores do estudo destacam que é necessario maiores investigações para concluir que o arsenico realmente substitui o fósforo mas isso não deixa a descoberta menos interessante
Para mais informações visitem os seguintes sites:

Geofagos
Ciência Hoje
Chi vón, non pó